Federação dos Policiais Federais pedirá concurso com 2 mil vagas para agente administrativo

Apesar da convocação de 1000 policiais federais para reforçar a corporação, a Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), pedirá, em breve, a abertura de um novo concurso para o cargo de agente administrativo ao Ministério de Economia.

Segundo informações preliminares, a solicitação seria para um certame com 2 mil vagas. O cargo exige o nível médio e tem ganhos iniciais de R$ 4.710, incluindo o vale-alimentação de R$ 458.

O pedido é por conta do grande déficit de servidores na área de apoio, justamente por isso há até um estudo sendo realizado que deverá ser finalizado até o fim deste mês, relatando a real necessidade de mais profissionais nessa área.

A PF, por sua vez, ainda não confirmou se há uma previsão de abertura de concurso. No entanto, o deputado federal, Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, é uma das vozes que endossam o coro pela contratação de agentes. Em sua conta oficial no Twitter, ele disse que “há um problema notório na PF: falta efetivo. Por sua vez, o atual governou herdou do PT a pior crise econômica do Brasil. Assim, vários são os policiais que não exercem o trabalho de polícia, pois tem que cobrir outras funções. Solução: contratar novos agentes”. Confira a declaração na íntegra.

                                                  SAIBA TUDO SOBRE O MUNDO DOS CONCURSOS. CLIQUE AQUI!

Último concurso

Para a área de apoio, o último concurso da PF foi realizado há seis anos, quando foram ofertadas 566 vagas, em cargos dos níveis médio e superior. Desse total, a maioria, 534, era para agente administrativo. O Cebraspe foi a banca organizadora do processo seletivo, que contou com mais de 324 mil inscritos em todo o país, sendo 318 mil apenas para o cargo de agente nível médio.

SEGURANÇA

Ainda sobre a possibilidade de um novo concurso, reforça-se a especulação para a abertura de um certame em função do anúncio do ministro da Justiça, Sérgio Moro.

Segundo ele, será criado um escritório de inteligência da Polícia Federal, que atuará nos principais pontos de trânsito das fronteiras do Brasil, com a colaboração de outras policias. Embora o projeto ainda não tenha sido apresentado, caso aprovado, será iminente a contratação de novos servidores.

Achou essa matéria interessante? Compartilhe em suas redes sociais! 

 

Carregando...